terça-feira, junho 25, 2024
25.8 C
Portel

Galvão se despede de Zagallo: “Mudou a história do futebol”

Mario Jorge Lobo Zagallo, mais conhecido como Zagallo, faleceu aos 92 anos e deixou um grande legado na história do futebol brasileiro. Ele foi o maior campeão de Copas do Mundo, ganhou destaque pelos títulos que conquistou como jogador, técnico e como coordenador da seleção brasileira.
Neste sábado (06), familiares e amigos fazem homenagem e se despedem do ídolo do futebol brasileiro. Galvão Bueno foi um dos amigos que se despediu e se emocionou ao falar sobre a morte de Zagallo, com quem construiu uma amizade ao longo de sua carreira como comunicador.
“Muita dor, muita tristeza. Eu sempre tive um ótimo relacionamento com o Zagallo. Não é aquela amizade de ser ver sempre, mas aquele tipo de amizade que, quando se vê fora do ambiente de trabalho, era uma coisa muito gostosa. E no ambiente de trabalho também. Sempre tive uma admiração gigantesca pelo Zagallo, e o Zagallo sempre teve um respeito muito grande por mim”, disse Galvão em participação do programa É de Casa, da TV Globo.
Veja outras falas de Galvão
Zagallo no futebol: “Ele tinha uma capacidade de fazer as coisas, fazer um bem pro futebol… inigualável. Se nós voltarmos para a Copa de 58, o Zagallo era um ponta esquerda, ele sabia driblar, sabia fazer gols e fez um belíssimo gol na final contra a Suécia. Mas ali em campo ele criou um novo desenho para o futebol mundial: o formiguinha. Ele fazia o papel de atacante, mas preenchia o meio-campo. Isso mudou a história do futebol a ponto do Guardiola, o técnico do momento, já ter dito mais de uma vez: ‘meu avô e meu pai falavam como o Zagallo fazia a seleção brasileira jogar. Meu futebol é inspirado naquilo que o Zagallo criou no futebol”.CONTEÚDOS RELACIONADOS:

Morte de Zagallo gera homenagens de políticos e esportistasZagallo na Seleção: jogador, treinador e coordenador técnicoVelório de Zagallo será na sede da CBF no Rio neste domingo
Zagallo fora das quatro linhas: “Como ser humano era admirável. Ele era ranzinza, mas ele chegava na emoção. Eu fiz uma entrevista em um treinamento na Copa de 98, na França, e ele foi as lagrimas de uma forma, lembrei da vida, das derrotas, das vitórias. Encontrei o Zagallo em um dia desfile da escolas de samba, o filho dele me viu e disse: ‘Papai tá aqui e quer falar com você’. Cumprimentei, abracei e choramos juntos”.
Quer saber mais notícias do futebol brasileiro? Acesse nosso canal no WhatsApp.
Zagallo como técnico: “O Zagallo pegou cinco camisas 10 e botou todos eles na seleção de 70. Ele criou uma seleção, sem nenhum questionamento, o maior time que já foi montado na história de futebol. Do meio pra frente foi como ele conseguiu juntar um monte de camisa 10 e botou todo mundo pra jogar. Zagallo é eterno”.

Fonte: DOL – Diário Online – Portal de NotÍcias 

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO
📢 Quer ficar por dentro das últimas notícias em primeira mão? Não perca tempo! Junte-se ao nosso canal no WhatsApp e esteja sempre informado. Clique no link abaixo para se inscrever agora mesmo:
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas notícias

Acessibilidade