segunda-feira, junho 17, 2024
23.8 C
Portel

Escolas de tempo integral têm 35,9 mil vagas no Pará

O Ensino Integral tem como principal objetivo a formação de jovens autônomos, competentes e solidários. Tendo em vista a manifesta complexidade deste objetivo, o modelo do Ensino Integral dispõe de diversos mecanismos para auxiliar na sua consecução, com destaque para o Protagonismo Juvenil.
Para fortalecer a aprendizagem, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) concretizou um aumento de 100% de vagas em escolas de tempo integral, já a partir do ano letivo de 2024, que inicia no próximo dia 29 deste mês. São 33 novas escolas no modelo de ensino integral e mais de 17,7 mil novas vagas, totalizando 35,9 mil vagas integrais na rede estadual de ensino. Conteúdos relacionados:Listão da Uepa será divulgado no mesmo dia da UFPAVeja quais os cursos mais concorridos no vestibular da UFPAPara o secretário da Seduc, Rossieli Soares, a educação integral é uma prioridade no estado do Pará. “Para 2024, fortalecemos o programa com um aumento superior a 100% nas vagas disponíveis, e vamos seguir fazendo mais! O ensino integral é fundamental para que nossos estudantes tenham maiores condições de formação e desenvolvimento na educação básica. Estamos, e seguiremos, ampliando a quantidade de escolas nesse formato para que a maior quantidade possível de estudantes tenham acesso a esse modelo de ensino que muda a vida, que abre portas para o futuro”, explicou o secretário.
Salário médio de R$ 12 mil aos professores  Investir na educação pública é uma das prioridades do Governo do Estado do Pará, que paga o segundo maior salário inicial do Brasil, segundo estudo divulgado pelo Movimento Profissão Docente, atualmente fixado em aproximadamente R$8 mil. Além disso, paga também o maior salário médio do Brasil para professores, acima dos R$ 12 mil, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). 
Mais professores contratados  De acordo com a Seduc, só em 2023, foram ao todo 3.674 novas contratações de professores na rede para garantir a oferta educacional a todos os estudantes. E todos os profissionais continuarão atuando em 2024.
Com a nova matriz curricular da rede estadual aprovada por unanimidade pelo Conselho Estadual de Educação em 2023, estudantes da rede estadual passam a ter mais aulas de Matemática e Língua Portuguesa. Estudantes de Ensino Médio passarão a ter duas aulas a mais por semana de Língua Portuguesa e Matemática e ainda haverá mais aulas das disciplinas de História, Geografia, Química, Biologia e Física, também no Ensino Médio. Já os estudantes de 4º e 5º ano do ensino fundamental passarão a ter o trabalho conjunto de pedagogos e professores de Matemática e Língua Portuguesa, com apoio individualizado.
Educação Ambiental A nova matriz curricular aprovada traz, ainda, de forma inédita no Brasil, a partir do ano letivo de 2024, o fomento ao pensamento e a prática sustentável de maneira contínua nas escolas públicas do Pará, por meio do componente curricular com temática em Educação Ambiental, Sustentabilidade e Clima para toda a educação básica, com oferta obrigatória na rede estadual para todas as etapas de ensino e, por adesão, pelas redes municipais. Um total de 1,5 milhão de estudantes da rede pública de ensino do Pará poderão ser beneficiados com a iniciativa, sendo 550 mil, obrigatórios, na rede estadual e, por adesão das redes municipais, 618 mil estudantes dos anos iniciais (1º ao 5º ano) e mais 461 mil dos anos finais (6º ao 9º ano).
“Temos a floresta amazônica que é considerada o pulmão do mundo, então ter aulas de educação ambiental é algo extremamente importante para nos conscientizar sobre o assunto, sobre as nossas árvores, a nossa fauna”, ressaltou o estudante da escola Palmira Gabriel, Jhon Emanuel, de 13 anos. 
Semana PedagógicaA Seduc realiza, a partir desta segunda-feira (22), a Semana Pedagógica que vai reunir, de forma on-line, mais de 30 mil servidores das unidades escolares da rede pública estadual de ensino, para acolhimento, formação e preparação dos profissionais da educação para a volta às aulas, que inicia no dia 29 de janeiro. A programação vai abranger profissionais da educação que atuam nas escolas de tempo parcial e de tempo integral. 
“2023 foi o ano da educação do Pará e tenho certeza de que, juntos, vamos avançar muito mais neste ano. Antes do volta às aulas, vamos reunir nossas equipes para uma semana de planejamento pedagógico repleta de informações importantes e especialmente formações e palestras sobre as políticas que vamos implementar, como o componente de educação ambiental, e fortalecer ao longo deste ano. Esse é um momento fundamental para que nossas equipes estejam 100% munidas para receber nossos estudantes no dia 29 de janeiro”, disse Rossieli Soares, secretário de Estado de Educação do Pará.Quer receber mais notícias? Acesse nosso canal no WhatsApp
Desde 2019, o Governo já entregou 129 novas unidades escolares em todo o Pará, e mais de 90 obras estão em andamento, totalizando cerca de R$ 400 milhões em investimentos. A Seduc também assegurou, em 2023, a construção de 42 creches nas 12 regiões de Integração, por meio do Programa “Creches Por Todo o Pará”.  
Matrículas 100% on-lineO processo de matrícula 2024 para novos estudantes, ou seja, aqueles que ainda não possuem vínculo com a rede pública de ensino do Pará, iniciaram no dia 6 de janeiro e finalizaram na última quinta-feira (18), de forma 100% online pela primeira vez. As inscrições para todos os níveis e modalidades da educação básica para escolas estaduais e tecnológicas do Estado foram feitas exclusivamente no site de matrículas criado pela Seduc, trazendo mais comodidade e segurança aos responsáveis pelos estudantes.

Fonte: DOL – Diário Online – Portal de NotÍcias 

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO
📢 Quer ficar por dentro das últimas notícias em primeira mão? Não perca tempo! Junte-se ao nosso canal no WhatsApp e esteja sempre informado. Clique no link abaixo para se inscrever agora mesmo:
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas notícias

Acessibilidade