segunda-feira, junho 17, 2024
24 C
Portel

Turista sofre estupro em sítio alugado para Réveillon

Uma turista de 37 anos, oriunda de São Paulo, denunciou ter sido vítima de estupro durante uma estadia em um sítio no município de Cruz, no litoral cearense, na última sexta-feira (29). Além do ato brutal, o suspeito também envenenou três cachorros no local, intensificando o horror da terrível experiência.
A mulher estava no sítio, acompanhada por uma amiga, para celebrar o Réveillon. O crime, conforme relatado pela Secretaria de Segurança do Ceará, teria ocorrido às margens de um lago nas proximidades do sítio. O suspeito, descrito como um assistente de pedreiro, teria forçado a vítima a acompanhá-lo até o local do crime.CONTEÚDO RELACIONADOMilícia: Zinho está preso na mesma ala que miliciano rivalMetrô descarrila no Rio e Linha 2 tem operação suspensaIncêndio atinge Santuário de Elefantes no Mato GrossoA TV Verdes Mares, afiliada da Globo no Ceará, entrevistou o dono do sítio, ex-marido de uma das mulheres presentes. Ele acredita que o suspeito entrou no local pelos arredores do sítio, utilizando o lago como meio de acesso. O crime, segundo o proprietário, ocorreu com o agressor usando um capuz.
Quer saber mais notícias do Brasil? Acesse nosso canal no WhatsApp.O dono do sítio, que cedeu o local para sua ex-mulher passar o fim de ano com a amiga, afirmou que o suspeito estava encapuzado durante o estupro. No local do crime, foram encontradas pegadas do agressor e um desenho de um rosto no chão, com um nome.
Um vídeo feito após o crime revelou pegadas, marcas de corpo e uma mensagem escrita na areia, incluindo um desenho e um nome. A Polícia não confirmou a relação dessas marcas com o crime, mas as vítimas e o proprietário acreditam que a mensagem seja do criminoso.SUSPEITO FOI SOLTOA Secretaria de Segurança informou que equipes da Polícia Militar foram acionadas e realizaram buscas no local. O caso foi registrado por meio de um boletim de ocorrência, e a Polícia Civil está empenhada na apuração para identificar e capturar o autor do crime.O proprietário do local relatou que um suspeito foi detido em um posto de gasolina, mas acabou sendo solto posteriormente. O dono do sítio explicou que as vítimas indicaram a necessidade de ouvir a voz do suspeito para confirmar sua identidade, uma vez que ele estava encapuzado durante o crime.

Fonte: DOL – Diário Online – Portal de NotÍcias 

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO
📢 Quer ficar por dentro das últimas notícias em primeira mão? Não perca tempo! Junte-se ao nosso canal no WhatsApp e esteja sempre informado. Clique no link abaixo para se inscrever agora mesmo:
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas notícias

Acessibilidade