segunda-feira, junho 17, 2024
24 C
Portel

Frigorífico é flagrado furtando energia elétrica em Icoaraci

Furtar energia elétrica é considerado crime passível de pena que pode chegar até 8 anos de prisão. Além disso, são cobrados os valores retroativos referente ao período fraudado acrescidos de multa.Vale lembrar que a prática criminosa também coloca a vida da população em risco e prejudica o fornecimento de energia, podendo ocasionar interrupções do serviço essencial.
Na manhã desta quarta-feira (17), um frigorífico em Icoaraci, distrito de Belém, foi alvo de uma operação especial de combate ao furto de energia elétrica da Polícia Civil (PC), Centro de Perícias Científicas Renato Chaves (CPC) e Equatorial Pará pelo crime de furto de energia elétrica. Além da fraude, o estabelecimento acumula débitos junto à distribuidora. Conteúdos relacionados:Academia pode ter roubado energia equivalente a 300 casasPará: homem é preso por furto de energia da casa de vizinhaMadeireira furtava energia equivalente a 200 casas em BujaruSegundo as investigações, o frigorífico estava com o fornecimento de energia suspenso há cerca de dois anos devido ao acúmulo de dívidas com a Equatorial. No entanto, o empreendimento tinha um transformador ligado à empresa. O desvio era realizado diretamente na rede de média tensão, sem o medidor. Ou seja, 100% da energia consumida  não era registrada.Quer mais notícias sobre o Pará? Acesse o nosso canal no WhatsApp!
No momento da operação a carga registrada era de 8.200 kW/h por mês, o suficiente para abastecer 60 casas durante trinta dias. O filho do responsável  pelo local foi conduzido à delegacia para prestar esclarecimentos.
Como denunciar 
A população pode denunciar pelo disque denúncia da Polícia Civil 181 e também direto para a Equatorial Pará, ou no telefone 0800 091 0196, pelo site www.equatorialenergia.com.br ou presencialmente nas agências de atendimento

Fonte: DOL – Diário Online – Portal de NotÍcias 

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO
📢 Quer ficar por dentro das últimas notícias em primeira mão? Não perca tempo! Junte-se ao nosso canal no WhatsApp e esteja sempre informado. Clique no link abaixo para se inscrever agora mesmo:
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas notícias

Acessibilidade