sexta-feira, junho 14, 2024
26.4 C
Portel

Tensão: guerra entre Coreias pode iniciar a qualquer momento

As tensões entre as Coreias começou em 25 de junho de 1950, quando a primeira das 135 mil forças norte-coreanas invadiu o Paralelo 38, que divide a Coreia do Norte e a Coreia do Sul, em um esforço para assumir o controle total da Península Coreana.
Os Estados Unidos, sob o comando do presidente Harry Truman, reunindo um grupo de aliados internacionais favoráveis do “Comando das Nações Unidas” para ajudar a Coreia do Sul.Conteúdos relacionados:Ditador do Egito, Abdel Fattah al-Sisi, é reeleitoRússia ataca Ucrânia e deixa pelo menos 18 civis mortosIsrael diz ter atingido mais de 300 alvos do Hamas em GazaA Coreia do Norte, controlada pelos comunistas, teve o apoio da União Soviética e da China, com Pequim intervindo na frente militar em outubro de 1950, enviando quase 250 mil soldados para a Península Coreana, enquanto as forças lideradas pelos EUA avançavam em direção à fronteira da China com a Coreia do Norte. O apoio chinês ao Norte empurrou o avanço da ONU de volta para a península e, em 1951, o impasse surgiu ao longo do Paralelo 38, onde hoje fica a fronteira entre as duas Coreias.
Após 73 anos, o líder norte-coreano Kim Jong-un lançou novas ameaças de um ataque nuclear contra Seul e ordenou o reforço do arsenal militar de Pyongyang se prepare para uma guerra que pode “irromper a qualquer momento” na península coreana.
As informações foram divulgadas na manhã deste domingo (31) por veículos de imprensa estatais.
Kim fez duras criticas os Estados Unidos durante um discurso nas reuniões de fim de ano do partido, que definiram as decisões de política militar e econômica de seu país para 2024.Quer ver mais notícias de Mundo? Acesse nosso canal do WhatsApp
Kim acusou os EUA de representarem “ameaças militares” e ordenou às suas forças armadas que mantenham “uma capacidade de resposta esmagadora” a um eventual conflito entre as duas Coreias.
“É um fato consumado que uma guerra pode irromper a qualquer momento na península coreana devido às movimentações descuidadas dos inimigos para nos invadir”, afirmou o líder norte-coreano.
“Devemos responder rapidamente a uma possível crise nuclear e continuar acelerando os preparativos para pacificar todo o território sul-coreano, mobilizando todos os meios e forças físicas, incluindo as nucleares, em caso de emergência”, disse Kim. .

Fonte: DOL – Diário Online – Portal de NotÍcias 

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO
📢 Quer ficar por dentro das últimas notícias em primeira mão? Não perca tempo! Junte-se ao nosso canal no WhatsApp e esteja sempre informado. Clique no link abaixo para se inscrever agora mesmo:
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas notícias

Acessibilidade