sexta-feira, junho 14, 2024
26.4 C
Portel

Projeto faz laboratório e cantinho de leitura para crianças

Uma ação que uniu capacitação profissional, consciência ambiental e voluntariado está levando incentivo à educação para 230 crianças de Altamira e de Vitória do Xingu, no sudoeste do Pará. Com materiais que não eram mais utilizados pela Norte Energia, voluntários da empresa criaram um Laboratório de Informática e dois Cantinhos da Leitura que vão beneficiar alunos da rede pública dos municípios. Os espaços foram instalados este mês, como parte das ações do Belo Monte Comunidade, projeto de responsabilidade social da concessionária da Usina. 
  

Os equipamentos e móveis utilizados para criar os espaços terão na reutilização uma solução de impacto positivo no meio ambiente, pois amplia a vida útil destes materiais e reduz a quantidade de resíduos e o consumo de recursos naturais. “Um dos objetivos do Belo Monte Comunidade é contribuir com futuro dos moradores do entorno no empreendimento, por meio de ações que impactem positivamente na vida dessas pessoas. Esses equipamentos não estavam mais sendo utilizados pela companhia e agora terão um destino mais nobre, de maneira sustentável”, explica Thomás Sottili, gerente de Projetos de Sustentabilidade da Norte Energia.
Além de dar uma nova destinação, o projeto transformou computadores, aparelhos de ar-condicionado e móveis em ferramenta de aprendizagem para cerca 100 jovens e adultos da região, nas aulas práticas dos cursos de Montador e Reparador de Computador, de Mecânico de Refrigeração e Climatização Residencial e de Marceneiro de Móveis, promovidos pelo Belo Monte Comunidade em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). Já os livros foram arrecadados em uma campanha interna realizada na empresa. “Fizemos uma ação conjunta, com diversas mãos, desde a reforma dos equipamentos e móveis até a arrecadação de livros, que mobilizou toda a empresa, e hoje estamos muito felizes com o resultado dessa ação. Vamos oportunizar a crianças e adolescentes o acesso à leitura e à educação, abrindo outros horizontes”, afirma Sottili.Conteúdo relacionadoMTE conclui PL para regulamentar motoristas de aplicativosMenina Laura pede ajuda para fazer cirurgia nos olhosMatrículas nas escolas municipais de Belém começam dia 8
Voluntariado O Projeto Esperança, mantido pela Prefeitura de Altamira, atende cerca de 150 crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social com atividades esportivas e artísticas, além de reforço escolar. Para implantar um Laboratório de Informática na sede do projeto que pudesse apoiar os alunos nas atividades escolares, os voluntários da Norte Energia contaram com computadores e móveis reformados, além de uma ambientação lúdica.    
 
Nas escolas das comunidades ribeirinhas Palhal, em Altamira, e Paratizão, em Vitória do Xingu, os voluntários colocaram a mão na massa para criar Cantinhos de Leitura para incentivar os estudantes ao contato com os livros. Os espaços contam com prateleiras, mesas e estantes restauradas pelos alunos do curso de Marcenaria e um acervo de cerca de 300 livros, arrecadados entre os empregados da Norte Energia.
Moradora do Palhal, Franssinete Silvia Aranha é funcionária da escola da comunidade onde foi montado o Cantinho da Leitura e tem uma filha matriculada na unidade. No próximo ano, os filhos menores dela também deverão ingressar na instituição. “Esse Cantinho da Leitura é muito importante para eles! E para nós adultos também. Minha filha de 8 anos fica lendo, e parece que ela tá ali dentro da história. Ela vê os desenhos e fica inventando outras histórias do livro. Fico muito surpresa com ela”, conta.Quer saber mais notícias de serviço? Acesse o nosso canal no WhatsApp
A ribeirinha Maria Edilaine Freitas é mãe de seis filhos. Quatro deles serão atendidos pelo novo espaço de leitura. “Eu estudei só até o 5° ano, porque no meu tempo era difícil chegar remando até a escola. Hoje, aproveito todas as oportunidades que aparecem. Faço questão de colocar meus filhos e eles todos gostam”, destaca.   
  
No total, 20 voluntários da Norte Energia foram envolvidos nas ações, entre eles a analista socioambiental, Ana Carolina Bergamaschi, que vê no voluntariado uma oportunidade de exercer a responsabilidade social. “Ser voluntaria neste projeto é enriquecedor, pois além de todo o viés socioambiental, com a recuperação de materiais, podemos contribuir com essas comunidades que precisam de apoio. Damos, assim, a destinação correta para esses itens e ajudamos quem realmente precisa. Não é apenas a doação do nosso tempo, mas sim o cuidado com o outro”, enfatiza. 

Fonte: DOL – Diário Online – Portal de NotÍcias 

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO
📢 Quer ficar por dentro das últimas notícias em primeira mão? Não perca tempo! Junte-se ao nosso canal no WhatsApp e esteja sempre informado. Clique no link abaixo para se inscrever agora mesmo:
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas notícias

Acessibilidade