quinta-feira, maio 23, 2024
24.9 C
Portel

População de Portel recebe Terminal Hidroviário reconstruído e equipado

O Estado investiu mais de R$ 3 milhões na obra entregue pelo governador Helder Barbalho. Só no município o novo porto vai beneficiar cerca de 70 mil habitantes.

O governo do Estado, por meio da Companhia de Portos e Hidrovias do Pará (CPH), entregou no início da tarde desta quinta-feira (01) o Terminal Hidroviário de Passageiros e Cargas de Portel “Absalão Gomes Cardoso”, no Arquipélago do Marajó. Cerca de 70 mil habitantes são beneficiados pela obra só no município, cujo principal meio de acesso é o hidroviário. Este é o quinto porto entregue totalmente reconstruído pelo Estado na região.

“É uma satisfação estar aqui no município de Portel, esta importante cidade do Marajó, principalmente por avançar na estratégia dos terminais hidroviários, que são porta de entrada e saída da nossa população, em um ambiente com acessibilidade e respeito às pessoas, facilitando o acesso às embarcações e também uma oportunidade para escoamento de produção. Nós estamos avançando com novas entregas. Hoje entregamos o de Portel, o 19º da gestão, e futuramente os de Afuá, Anajás, Breves e tantos outros municípios, para que possamos atender a todos os extremos do Marajó”, anunciou o governador Helder Barbalho após a entrega do porto. No total, o Estado investiu mais de R$ 3 milhões nas obras de reconstrução e adequação do terminal.

Governador Helder Barbalho entregou mais um Terminal Hidroviário totalmente reconstruído no interior do Pará

Melhorias – O novo Terminal Hidroviário de Portel facilita o embarque e desembarque de usuários, como a microempresária Elci Nogueira, que mora no município. “Trabalho há 16 anos aqui no trecho e lembro bem como era o antigo trapiche. Era só um pedaço de concreto, e as pessoas embarcavam no sol e na chuva. Todos achavam muito ruim. Agora, a minha expectativa é grande com esse novo terminal. Espero em Deus que agora possa melhorar as minhas vendas, que possa desenvolver a cidade e ajudar os moradores”, disse Elci Nogueira, dona de um pequeno restaurante ao lado do novo terminal.

Para o mototaxista José Fonseca Dias, que trabalha transportando passageiros pela cidade, a obra representa esperança de dias melhores. “Para as pessoas que trabalham com transporte, como eu, vai ser muito bom o novo porto, porque nós vamos poder transportar os passageiros que vêm para a cidade. Tenho fé em Deus que tudo vai melhorar.  Antes, aqui era muito bagunçado. As pessoas desciam no sol e na chuva, era tudo quebrado. Mas agora a realidade vai ser outra”, afirmou ele, que foi ver o novo espaço ser entregue.

Localizado na orla da sede municipal, o Terminal Hidroviário é equipado com cadeiras confortáveis, banheiros masculino, feminino e para pessoas com deficiência (PcDs), guichês para vendas de passagens, lanchonete, salas para órgãos do governo, guarda-volumes, televisão e bebedouro. Conta ainda com um conjunto naval, que tem rampa metálica biarticulada coberta e flutuante coberto, para embarque e desembarque de passageiros com segurança e comodidade. Também há terminal de cargas para abrigar pequenos utensílios de passageiros e facilitar o escoamento da produção local. 

“O Terminal Hidroviário será de grande importância para Portel e região, já que ele vai se unir aos outros já entregues no arquipélago. É um equipamento público moderno, digno para a população da cidade”, frisou Hugo Hachem, diretor Administrativo e Financeiro da CPH, que integrou a equipe de governo, assim como a vice-governadora eleita, Hana Ghassan.

O município de Portel fica a 270 quilômetros de Belém. Seu principal meio de acesso é hidroviário. O município tem como atividades econômicas a agricultura e pesca, sendo o segundo maior produtor de açaí do Estado, ficando atrás somente de Igarapé-Miri, no Baixo Tocantins. Além de Portel, até o momento o Governo do Pará entregou os terminais de Curralinho, Ponta de Pedras, Santa Cruz do Arari e Cachoeira do Arari, todos no Arquipélago do Marajó.

“Com esse Terminal Hidroviário vamos poder normalizar o serviço de viagens junto à Arcon (Agência de Regulação e Controle dos Serviços Públicos do Pará). Vamos poder saber quem chega e sai de Portel. Vamos ter espaço mais decente para enviar e receber os nossos doentes. Também não teremos mais desculpa para cancelar viagens devido à altura da maré, já que vamos poder receber todos os tipos de embarcação, incluindo lanchas”, ressaltou o prefeito de Portel, Paulo Ferreira.

Helder Barbalho anunciou mais obras e serviços para Portel

Rodovia e renda – Durante a agenda de trabalho no Marajó, o governador também anunciou o asfaltamento de mais de 100 quilômetros da PA-368, que liga Portel ao município de Cametá, na região do Baixo Tocantins. Ele adiantou que os projetos básico e executivo serão feitos em breve. “Será uma estrada estratégica, que vai ligar o Marajó ao Baixo Tocantins e à Transamazônica (Rodovia BR-230). Enfim, isso vai representar geração de emprego e renda, e escoamento de produção”, reiterou Helder Barbalho.

O governador falou ainda sobre a criação de um projeto de distribuição de renda para famílias vulneráveis no Marajó, que são contempladas pelo Bolsa Família, programa do governo federal.

Fonte: Agência Pará

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO
📢 Quer ficar por dentro das últimas notícias em primeira mão? Não perca tempo! Junte-se ao nosso canal no WhatsApp e esteja sempre informado. Clique no link abaixo para se inscrever agora mesmo:
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas notícias

Acessibilidade