sexta-feira, junho 14, 2024
26.4 C
Portel

Pode tomar remédio por conta própria? Conheça os riscos!

Você é daqueles que correm para o médico quando estão sentindo algo ou os que tomam remédio por conta própria? Boa parte da população brasileira se automedica com frequência, sem saber dos riscos que isso pode causar. Um estudo conduzido pelo Instituto Datafolha, em parceria com o Conselho Federal de Farmácia (CFF), revelou que 85% da população brasileira pratica a automedicação, desconsiderando os potenciais riscos associados a essa prática.
Especialistas alertam que a automedicação pode levar à morte, se praticada de forma constante, já que aguns remédios contém substâncias que precisam ser administradas de forma correta. Conteúdos relacionados:Café “engana” o cérebro e pode viciar; qual limite por dia?Palito com veneno mata-mosquito é seguro ou faz mal?Secura vaginal tem motivos e cura. Fique atenta!

Os riscos da automedicação são significativos e incluem:
Complicações de Saúde: Utilizar medicamentos sem orientação médica pode resultar em complicações de saúde, incluindo efeitos colaterais adversos e reações alérgicas.
Interações Medicamentosas: A automedicação pode levar a interações prejudiciais entre diferentes medicamentos, especialmente quando a pessoa está tomando vários remédios simultaneamente.
Mascaramento de Sintomas: O uso indiscriminado de medicamentos pode mascarar sintomas de doenças subjacentes, dificultando o diagnóstico correto e atrasando tratamentos apropriados.
Resistência a Antibióticos: O uso inadequado de antibióticos pode contribuir para o desenvolvimento de resistência bacteriana, tornando as infecções mais difíceis de tratar.
Danos ao Fígado e aos Rins: Algumas substâncias presentes em medicamentos podem causar danos aos órgãos, especialmente quando usadas em doses inadequadas ou por períodos prolongados.
Riscos Específicos de Categorias de Medicamentos: Certos tipos de medicamentos, como anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) e analgésicos, podem aumentar o risco de problemas gastrointestinais, úlceras e sangramentos.Quer ler mais conteúdos curiosos ? Acesse nosso canal no Whatsapp 
Reações Indesejadas em Grupos Vulneráveis: Grupos específicos, como crianças, idosos, mulheres grávidas e pessoas com condições de saúde pré-existentes, podem ser mais suscetíveis a reações adversas à automedicação.
Falha no Tratamento Adequado: Ao evitar a consulta médica, a automedicação pode levar a diagnósticos errados e atrasos no tratamento apropriado de condições de saúde sérias.RISCOS
A automedicação pode ser perigosa e, em casos extremos, até mesmo levar à morte. Existem vários riscos associados à automedicação, como reações adversas, dose incorreta, atraso no tratamento adequado, dentre outros. 
É fundamental procurar a orientação de um profissional de saúde antes de iniciar qualquer tratamento medicamentoso. Os médicos e farmacêuticos estão treinados para avaliar as condições de saúde, prescrever medicamentos apropriados e fornecer informações sobre o uso correto e seguro. A automedicação deve ser evitada para garantir a segurança e eficácia do tratamento.

Fonte: DOL – Diário Online – Portal de NotÍcias 

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO
📢 Quer ficar por dentro das últimas notícias em primeira mão? Não perca tempo! Junte-se ao nosso canal no WhatsApp e esteja sempre informado. Clique no link abaixo para se inscrever agora mesmo:
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas notícias

Acessibilidade