segunda-feira, junho 17, 2024
23.8 C
Portel

Natureza Viva ganha contrato de R$ 11 bilhões do lixo

Após Belém amargar anos de transtornos com relação à limpeza urbana e coleta de resíduos sólidos, os cidadãos da capital paraense começam a vislumbrar a resolução da problemática já histórica.Após meses de trâmites burocráticos e judiciais, a licitação dos serviços de limpeza urbana de Belém foi concluída. O anúncio foi feito pelo prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, nesta segunda-feira (8). O contrato será assinado neste mês de janeiro, em meio às comemorações pelo aniversário da cidade.CONTEÚDO RELACIONADO:Ano novo, problema velho: lixo toma conta de BelémAcúmulo de lixo complica entrada de fiéis em igreja de BelémO Consórcio Natureza Viva, composto pelas empresas CS Brasil Transporte de Passageiros e Serviços Ambientais Ltda, Terraplena Ltda e Promulti Engenharia e Infraestrutura e Meio Ambiente Ltda, é o grupo vencedor da licitação para concessão dos serviços de limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos em Belém.Quer mais notícias do Pará? Acesse nosso canal no WhatsApp!
O Consórcio Natureza Viva apresentou o valor fixo mensal de mais de R$ 32,6 milhões (R$ 32.668.572,59) para a realização dos serviços de limpeza pública, que englobam as atividades operacionais de coleta e transbordo, transporte e triagem para fins de reutilização ou reciclagem. O contrato de concessão de 30 anos tem valor total de mais de R$ 11,7 bilhões (R$ 11.760.686.131,65).
A licitação também inclui o tratamento, destinação e disposição final de forma ambiental adequada dos resíduos sólidos urbanos e provenientes de estabelecimentos comerciais e prestadores de serviços, com volume e composição equiparáveis ao lixo domiciliar. E, ainda, os resíduos de serviços de saúde e da construção civil.
LICITAÇÃOA Prefeitura de Belém abriu licitação para a concessão dos serviços de limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos em julho de 2023, após abrir processo de escuta das empresas que apresentassem suas sugestões.O processo deveria ter terminado em julho, mas vários questionamentos judiciais foram feitos à Prefeitura, que apresentou as respostas acolhidas pelos juízes. O último questionamento judicial foi feito depois da abertura dos envelopes em 21 de dezembro.

Fonte: DOL – Diário Online – Portal de NotÍcias 

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO
📢 Quer ficar por dentro das últimas notícias em primeira mão? Não perca tempo! Junte-se ao nosso canal no WhatsApp e esteja sempre informado. Clique no link abaixo para se inscrever agora mesmo:
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas notícias

Acessibilidade