sábado, maio 25, 2024
23.2 C
Portel

Marabá: mutirão de cirurgias corrige ‘língua presa’ em bebês

Até a próxima quinta-feira (18), um mutirão de realização de cirurgias pretender atender até 60 bebês com a realização de procedimentos de frenectomia. Essa é uma cirurgia considerada relativamente simples, indicada para remoção do chamado “freio da língua” em bebês. Esse problema é a anquiloglossia, popularmente conhecido como “língua presa” e que pode originar diversos prejuízos na amamentação, deglutição, respiração, além da comunicação já na vida adulta.

A amamentação do filho bebê pode parecer momento comum para muitas mães, mas para Luciana essa é uma experiência pela qual ela aguarda ansiosa. Para ela, poder amamentar a filha depois da cirurgia de correção vai ter um gostinho diferente. “A cirurgia da minha filha estava agendada somente para agosto, mas com esse mutirão eu fiquei muito animada. Já tinham me falado que a demanda pela operação estava muito grande, mas aí me ligaram avisando do mutirão e eu não pensei duas vezes. Minha filha vai ser operada e poder mamar direito”, conta a cebelereira.

De acordo com o cirurgião dentista Gustavo Izaias, a anquiloglossia é um distúrbio facilmente identificável e ocorre quando a membrana embaixo da língua cresce demais. “A língua presa pode ser detectada já a partir do nascimento do bebê. Fazendo o teste da linguinha e também assim a maioria dos casos tem característica genética. Existe outros fatores, mas podemos falar que na maioria das vezes ela vem da genética da criança”, explica o cirurgião. A cirurgia pode ser feita em todas as fases da vida. A opção por fazer no paciente ainda bebê é para evitar consequências maiores na vida adulta. Em bebês, a cirurgia ela é muito rápida e simples. A cicatrização também é muito mais simples e a gente pensa muito nessa fase na importância para a amamentação e no futuro da fala”, conclui.

O mutirão do Programa Língua Solta, como é chamada a iniciativa, é realizado por meio de uma parceria entre o Hospital Municipal Materno Infantil de Marabá e o Instituto Nós do Brejo. A ideia do mutirão nasceu a partir da necessidade de desafogar a demanda da maternidade e outras força-tarefa como essas devem ser realizadas em um futuro próximo. “O mutirão é uma chance de a gente conseguir sensibilizar cada vez mais parceiros para esse tipo de demanda que só cresce”, justifica a assistente social do Hospital Materno Infantil Grazielen Medeiros.

Bastaram dois minutinhos de procedimento e o choro do pequeno Manoel, com apenas 22 dias de nascido, já veio carregado de alívio para o pai, o professor Edmilson Paz. “Essa antecipação foi muito importante para nós. Porque a gente acredita que esse procedimento sendo feito o mais breve possível tem resultados muito melhores. Vai que ele queira ser um cantor quando ficar maior, né?”, brinca Edmilson.

SERVIÇO

As vagas para a realização desses procedimentos são limitadas, mas os interessados podem se inscrever neste ou nos próximos mutirões na Clínica Só Saúde, localizada na Avenida Sororó, nº 2002, Bairro Liberdade.

Fonte: Pará – O Liberal.com 

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO
📢 Quer ficar por dentro das últimas notícias em primeira mão? Não perca tempo! Junte-se ao nosso canal no WhatsApp e esteja sempre informado. Clique no link abaixo para se inscrever agora mesmo:
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas notícias

Acessibilidade