quinta-feira, maio 23, 2024
23.7 C
Portel

Deita o botijão! Funcionam os “truques” para o gás render?

O término do gás de cozinha muitas vezes é um drama na vida dos brasileiros. Quando o botijão começa a ficar leve demais já aparece aquela preocupação sobre qual a data que o combustível vai acabar.
Pensando em faze-lo render mais, algumas técnicas são criadas para estender a vida do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), mas será que realmente funcionam?
Para responder essa pergunta, o gerente nacional de Vendas da Copa Energia, Vicente Longatti, oferece dicas para as pessoas a utilizarem melhor os botijões de gás, otimizando os resultados, trazendo economia e desmistificar mitos que muitas vezes podem ser perigosos.
Mitos
– Deitar o botijão de gás ajuda ele a render mais?
“Isso não é verdade. É um mito. Além de não render mais, é perigoso para o usuário. O botijão de gás é composto 80% pelo líquido e 20% pelo gás, com a proporção mudando conforme o uso. Se você deitar o botijão, pode ser que o liquido escorra pelo bocal, o que pode acarretar perigos de explosão para o usuário”.
 – Aquecer o botijão
“É um mito comum no Nordeste. Algumas pessoas enrolam panos e até colocam fontes de calor perto do botijão. É um comportamento que pode comprometer a segurança do usuário. O botijão é de metal, mas o cano que leva o gás, normalmente, é de plástico e pode derreter. Até mesmo aquelas roupinhas para botijão não são recomendadas, pois podem mascarar o odor em caso de vazamentos”
 – Abrir apenas metade do registro
 “Um dos mitos mais recentes diz respeito a deixar o registro parcialmente aberto garante que o gás dure mais tempo. Isso é falso. A verdade é que o registro parcialmente fechado reduz a saída do gás do botijão, mas ele enfraquece o calor e o poder de cocção, levando a um tempo maior de cozimento (e mais gasto do gás).
Além disso, a chama fica ‘fraca’, podendo apagar facilmente, o que aumenta as chances de vazamento de gás e desperdício”
Economia de gás
– Uso correto dos bocais
“Muitas pessoas usam os bocais do fogão de forma errada. Por exemplo, se for aquecer uma panela pequena de água, é comum muitas pessoas colocarem no bocal maior achando que será mais rápido. Só que, com isso, há uma perda maior de calor (afinal, a panela não ocupa todo bocal) e há um desperdício maior de gás. Ao usar o bocal menor, a água é aquecida praticamente no mesmo tempo, sem desperdiçar calor (e, por consequência, gás). Cada bocal tem um poder de cocção, adequado para cada situação.
 – Uso adequado das panelas
“Cada panela tem, sim, uma utilização adequada. Panelas de pressão cozinham muito mais rápido do que outras. Se vai fazer um prato pequeno, que demore pouco, é melhor usar panelas menores nos bocais menores. Por exemplo, se for fazer macarrão para uma única pessoa, não há necessidade de usar uma panela muito grande, com muita água”.
 – Acompanhar o consumo do gás
“É possível acompanhar o consumo e se programar para usar de forma consciente. Essas dicas podem ajudar os consumidores a não serem pegos de surpresa, obrigando a se endividar para comprar o gás que acabou de acabar. Por exemplo, levantando o botijão de gás é possível saber a quantidade. Outra dica importante: a chama quando fica amarela sinaliza que o gás está chegando ao fim”.
– Registro em bom estado
“Dica importante, inclusive para segurança do usuário. O registro precisa estar em bom estado e dentro do prazo de validade, conforme orientação do InMetro. Quando esse equipamento está desregulado ou velho, é comum perder gás por vazamento”.
– Dicas básicas de culinária
“Panela tampada aumenta o tempo de cozimento, cortar o alimento (como legumes) em pedaços menores otimiza a cocção, evitar ficar abrindo o forno toda hora (pois isso contribui com a perda de calor), entre outras”.

Fonte: DOL – Diário Online – Portal de NotÍcias 

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO
📢 Quer ficar por dentro das últimas notícias em primeira mão? Não perca tempo! Junte-se ao nosso canal no WhatsApp e esteja sempre informado. Clique no link abaixo para se inscrever agora mesmo:
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas notícias

Acessibilidade