sexta-feira, junho 14, 2024
23.3 C
Portel

Cidades perdidas de 2.500 anos são achadas na Amazônia

Pesquisadores franceses descobriram resquícios de cidades perdidas na Amazônia equatoriana que podem ter mais de 2.500 anos.
Os cientistas descobriram um denso sistema de centros urbanos pré-hispânicos no Vale do Upano. A região fica nas colinas orientais dos Andes. O trabalho foi publicado nesta quinta-feira (11), na revista Science.Conteúdos relacionados:Amazônia pode ter 10 mil estruturas pré-colombianas Desmatamento na Amazônia piora 4°C de calor , mostra estudoO trabalho de campo revelou uma paisagem com aglomerados de plataformas monumentais, praças e ruas seguindo um padrão específico. Elas estão entrelaçadas com extensas drenagens agrícolas e terraços, além de amplas estradas retas que se estendem por grandes distâncias.  
As cidades encontradas existiram na mesma época que o Império Romano. “Este é o local mais antigo que conhecemos na Amazônia”, disse o professor Rostain, do Centro Nacional de Pesquisa Científica da França, à BBC.Quer ficar por dentro de todas as notícias? Acesse o canal do DOL no Whatsapp
Os pesquisadores encontraram uma mistura de casas e edifícios usados para fins cerimoniais. Os aglomerados contam com cerca de 6 mil plataformas retangulares dispostas em grupos de três a seis, muitas vezes em torno de uma praça. 

 

Fonte: DOL – Diário Online – Portal de NotÍcias 

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO
📢 Quer ficar por dentro das últimas notícias em primeira mão? Não perca tempo! Junte-se ao nosso canal no WhatsApp e esteja sempre informado. Clique no link abaixo para se inscrever agora mesmo:
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas notícias

Acessibilidade