segunda-feira, junho 17, 2024
23.8 C
Portel

Verdade sobre arroz: será que ele realmente causa diabetes?

Quando se trata de associar o consumo de arroz com problemas como diabetes tipo 2 ou obesidade, é comum surgirem muitas dúvidas e notícias alarmantes. Thaiz Brito, nutricionista com pós-graduação em Nutrição Esportiva Clínica, aborda esse tema, enfatizando a importância de contextualizar as informações corretamente.Arroz: vilão ou herói da dieta?Contrariando a ideia de que o arroz é um alimento exclusivamente prejudicial, Thaiz Brito destaca que ele é um cereal rico em vitaminas e minerais. Em termos calóricos, 100 gramas de arroz cozido contêm cerca de 130 calorias, o que não é excessivo, especialmente se comparado a outros alimentos como a tapioca, que possui 300 calorias na mesma quantidade.LEIA TAMBÉM:Gatos e cachorros estão disponíveis para adoção responsávelVídeo: dupla de moto mata jovem de 23 anos em via públicaVanessa Lopes aperta botão e desiste do BBB 24. Veja!O ponto crucial, segundo a especialista, é a forma e a quantidade de arroz consumido. Quando integrado a uma refeição equilibrada, contendo proteínas, fibras e outros nutrientes, e ingerido em quantidades moderadas, o arroz pode ser um componente saudável da dieta. O contexto da alimentação, portanto, é essencial.Por outro lado, a nutricionista alerta que o consumo excessivo de arroz, principalmente quando ingerido isoladamente e sem outros nutrientes, pode ser preocupante. Os carboidratos, quando consumidos sozinhos e em grandes quantidades, estimulam mais a secreção de insulina do que quando acompanhados de proteínas e fibras, o que pode levar a problemas de saúde como sobrepeso e diabetes tipo 2.Estudos e recomendaçõesUm estudo de Harvard, citado por Thaiz Brito, vinculou o consumo de arroz a um aumento no risco de desenvolver diabetes, especialmente quando ingerido em quantidades superiores a 300 gramas. Contudo, a própria pesquisa ressalta que o risco está associado a essas quantidades elevadas.Então, como enfatiza a especialista, antes de cair no “terrorismo nutricional”, é vital considerar todos os aspectos, como a quantidade, o momento e o contexto da alimentação. Assim, é possível entender melhor se o arroz é benéfico ou não para a saúde de cada indivíduo, reforçando a ideia de que a moderação e o equilíbrio são fundamentais para uma alimentação saudável.

Fonte: DOL – Diário Online – Portal de NotÍcias 

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO
📢 Quer ficar por dentro das últimas notícias em primeira mão? Não perca tempo! Junte-se ao nosso canal no WhatsApp e esteja sempre informado. Clique no link abaixo para se inscrever agora mesmo:
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas notícias

Acessibilidade