sexta-feira, junho 14, 2024
26.4 C
Portel

Quadrilha é investigada pela venda ilegal de armas de fogo

A Polícia Civil de Marabá, no sudeste do estado, deflagrou nesta quarta-feira (1º) a Operação Ammunation com o objetivo de desarticular uma associação criminosa responsável pela venda e transporte ilegal de armas de fogo e munições. Em razão dessa operação, 14 mandados de busca e apreensão foram cumpridos nos municípios de Imperatriz e Grajaú, no estado do Maranhão. A deflagração da operação nos municípios vizinhos contou com a participação da Polícia Civil do Maranhão. LEIA TAMBÉM:Foragido é preso trabalhando como tratorista em MarabáPolícia prende homem suspeito de homicídio no sul do ParáVídeo: PRF intensifica fiscalizações nas rodovias de Marabá Segundo a Polícia Civil, as investigações da associação criminosa iniciaram no ano de 2021 após as equipes tomarem conhecimento de que havia uma rede criminosa bastante estruturada e com forte atuação nos estados do Maranhão e do Pará, no comércio e transporte ilegais de munições e armas de fogo. “Essa organização criminosa, baseada nestes municípios do estado vizinho eram responsáveis, por vender grandes quantidades de armas e transportá-las escondidas em malas com fundo falso de caminhões e caminhonete a municípios quanto do Maranhão, quanto do Pará”, explicou o superintendente de Polícia Civil, delegado Vinícius Cardoso.   COMO FUNCIONAVA?Basicamente, alguns membros da rede criminosa, utilizando-se de estabelecimentos comerciais legalmente constituídos, adquiriam grande quantidade de munições e armas e as revendiam indiscriminadamente a qualquer pessoa que se propusesse a comprar tais objetos, fornecendo também à logística (transporte) para que os artefatos chegassem aos compradores.Na sequência, outros membros da rede criminosa, utilizando-se principalmente de caminhões e caminhonetes, faziam o transporte, para cidades do Pará e do Maranhão, das cargas ilícita de armas e munições em fundos falsos e/ou pneus enxertados, tudo com o objetivo de burlar eventual fiscalização por parte dos órgãos competentes.Durante os dois anos de investigação, foram realizadas, nas cidades de Marabá e Imperatriz, cerca de seis prisões em flagrante de alguns dos alvos da operação. “Durante o cumprimento dos mandados foram apreendidos aparelhos celulares e farto materiais que auxiliarão no fortalecimento desse inquérito policial para a identificação de outras pessoas envolvidas nesta quadrilha”, informou o delegado Vinícius Cardoso. NOME DA OPERAÇÃOO nome da operação é alusivo a um famoso jogo de videogame, em que o personagem principal tem a possibilidade de adentrar em uma loja de nome “AMMUNATION” e comprar indiscriminadamente quantas armas e munições quiser, a exemplo das condutas praticadas pelos indivíduos que foram alvo da investigação.

Fonte: DOL – Diário Online – Portal de NotÍcias 

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO
📢 Quer ficar por dentro das últimas notícias em primeira mão? Não perca tempo! Junte-se ao nosso canal no WhatsApp e esteja sempre informado. Clique no link abaixo para se inscrever agora mesmo:
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas notícias

Acessibilidade