sexta-feira, junho 14, 2024
23.3 C
Portel

Morte de cantor foi ‘fatalidade’ após cirurgia, diz médico

A morte do cantor sertanejo João Carreiro foi descrita como uma “fatalidade” pelo diretor do Hospital do Coração, Jandir Gomes, em Campo Grande, onde o músico passou por uma cirurgia cardíaca. O artista morreu no hospital na noite da última quarta-feira (3), após 12 horas de uma operação que buscava tratar um prolapso da válvula mitral.
Em coletiva de imprensa, Gomes, que não foi o médico responsável pela operação, afirmou que a morte do cantor foi ocasionada por uma soma de causas. “Foi uma fatalidade, infelizmente o João entrou para a estatística de cerca de 3% de pacientes que morrem em cirurgias cardíacas”, disse.Conteúdo Relacionado:Morre João Carreiro, cantor sertanejo, aos 41 anosSaúde do Coração: Dicas para festas de final de anoNo caso, o anel da válvula mitral do artista estava calcificado e havia um prolapso com uma degeneração, algo que, diz o médico, Carreiro pode ter tido desde a infância. A maioria dos casos é assintomática.

Prolapso é um afrouxamento da válvula (do coração), que até de 10% da população têm e precisa tratar”, disse. Trata-se de uma doença estrutural, isto é, o órgão do cantor já tinha uma dilatação fora do comum.Carreiro teve ainda uma febre reumática, que afeta a válvula do coração e complicou o quadro. Após a cirurgia, ele teve uma falência e não conseguiu retomar os batimentos normais.
Antes da operação, o músico publicou um vídeo nas redes sociais. No registro, ele aparece descontraído e fazendo piadas. “Não combino muito como isso aqui, não”, disse ele, sobre a roupa hospitalar. “Vou realizar um procedimento médico e ficar uns dias fora aqui da internet, mas pode ficar tranquilo que vai dar tudo certo. Papai do céu está tomando conta”, acrescentou ele.Quer mais notícias dos famosos? Entre em nosso canal do WhatsApp
Nascido em Cuiabá, em Mato Grosso, o músico tinha 41 anos. Na estrada desde 2006, a dupla João Carreiro e Capataz emplacou hits que caíram nas graças do público da música sertaneja, como “Bruto, Rústico e Sistemático” e “Xique Bacanizado”.
No Spotify, a dupla tem 902,9 mil ouvintes mensais e, durante os oito anos de estrada, lançou sete albuns. Desde 2014, João Carreiro se apresenta sozinho.
O último show dele foi na cidade de Pedra Preta, a 240 quilômetros de Cuiabá, na virada do ano.Além da mulher, João Carreiro deixa uma filha, Caru Comparin Corrêa. Ver essa foto no Instagram Uma publicação compartilhada por JOÃO CARREIRO (@joaocarreirooficial)

Fonte: DOL – Diário Online – Portal de NotÍcias 

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO
📢 Quer ficar por dentro das últimas notícias em primeira mão? Não perca tempo! Junte-se ao nosso canal no WhatsApp e esteja sempre informado. Clique no link abaixo para se inscrever agora mesmo:
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas notícias

Acessibilidade