segunda-feira, junho 24, 2024
25.8 C
Portel

Capitão do Vasco diz que foi vítima de racismo após derrota

Infelizmente, não é de hoje que o público de casa e dos estádios presenciam episódios lamentáveis de racismo no futebol, pois o que era para ser um ambiente de diversão, acaba se tornando um cenário repleto de xingamentos indevidos e preconceituosos. No entanto, é preciso ser resistência e combater esses casos de racismo.  Capitão do Vasco na Copa São Paulo, Lucas Eduardo afirmou, em postagem nas redes sociais, que foi vítima de racismo após a derrota por 4 a 1 para o Vitória. O revés eliminou o time carioca da competição.

Lucas afirmou que ouviu gritos de “macaco” enquanto dava entrevista na beira do campo. Ele falou ao sportv “para explicar nosso infeliz resultado”.CONTEÚDOS RELACIONADOS:Dez atitudes e expressões racistas para excluir do cotidianoRacismo ambiental: entenda o significado e seus impactos
O jogador também foi atingido por uma garrafa. Ele contou ainda que neste sábado (13) era seu aniversário de 20 anos.
“Isso é inaceitável. O futebol não pode mais ser usado de desculpa para esses criminosos sentirem liberdade para cometerem suas intolerâncias. Até quando?”, disse.Quer ver mais notícias de Esporte? Acesse nosso canal no WhatsApp.
O capitão vascaíno disse ainda que sentiu “vergonha, medo e decepção” por estar em um estádio de futebol: “No dia que tinha tudo para ser perfeito, o respeito e a alegria perderam para a violência e o ódio. E desta vez aconteceu comigo”.
“Neste dia, foram gritos racistas e uma garrafa atirada em mim. Se isso já me assustou, eu fico a pensar: qual será a tragédia que irá acontecer amanhã para isso acabar?

Fonte: DOL – Diário Online – Portal de NotÍcias 

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO
📢 Quer ficar por dentro das últimas notícias em primeira mão? Não perca tempo! Junte-se ao nosso canal no WhatsApp e esteja sempre informado. Clique no link abaixo para se inscrever agora mesmo:
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas notícias

Acessibilidade