segunda-feira, julho 15, 2024
34.4 C
Portel

Estudantes ribeirinhos de Portel fazem ensaio fotográfico inédito pelo término da Educação Infantil

Não existem fronteiras que separem a educação da realidade ribeirinha, quando se trata da Amazônia, é a lição dada por um grupo de estudantes da Escola Municipal Adelson Azevedo, no interior do município de Portel, no Arquipélago do Marajó (PA). Eles acabaram de realizar um ensaio fotográfico sobre as águas do rio Camarapi, todos trajados com as becas da formatura escolar em canoas. As imagens dos alunos  revelam não só o contentamento e o sentido de pertencimento dos meninos e meninas ao lugar onde vivem, mas valoriza a cultura ribeirinha, ou seja, ratifica o diálogo necessário entre os saberes na escola (na academia) com os saberes das comunidades ancestrais amazônidas. Até porque, como diz o verso do poeta amazônico Ruy Barata “esse rio é minha rua”.

Aos 38 anos de idade, dos quais 17 atuando na educação (no Campo) e há 3 na Escola Adelson Azevedo, a professora Mara Coelho está diretamente envolvida no projeto do ensaio fotográfico dos estudantes. Ela leciona na turma de Educação infantil, e sempre faz sequência didática voltada a datas comemorativas, higiene, identidade e outros temas. Essa escola funciona na localidade Vila Gomes, bem perto do rio Camarapi.

“Como são alunos que vão sair da Educação Infantil e ano que vem já vão para o Fundamental, procuramos sempre deixar registrado por meio de fotografias esse momento único da vida das crianças”, conta a professora Mara. “Nessa turma são 19 alunos, mas por contratempo apenas 16 alunos participaram do ensaio”, acrescenta.

Identidade

Esse ensaio, com toda a animação das crianças na faixa dos 5 e 6 anos de idade, foi feito no dia 9 deste mês de novembro na própria Escola Adelson Azevedo, no rio Camarapi. As fotos foram feitas por Sueleny Mendes e Raylane Loureiro. “Eu ressalto a parceria dos pais dos alunos, da direção e de toda equipe da escola que nos deram todo apoio na hora do ensaio”, frisa a professora.

Como destaca Mara Coelho, o ensaio, sem dúvida, vai ser exebido no dia da formatur, que será realizada no dia 14 de dezembro, nas dependências da própria escola.

Já foram feitos outros ensaios com outras turmas, “mas nesse estilo de mostrar a realidade dos nossos alunos ribeirinhos foi a primeira vez”, diz a professora Mara, acrescentando que “essa ideia surgiu em uma conversa com uma amiga de trabalho, onde relatávamos que queríamos mostrar a realidade do povo ribeirinho”.

No olhar

No dia do ensaio, os alunos ficaram muito felizes, como conta a docente, expressando a alegria de estar com roupas e outros elementos novos no ambiente natural e cotidiano da vida deles: o rio e outros locais de referência do lugar onde vivem, como a Igreja Nossa Senhora do Bom Remédio. “Dava pra ver alegria em cada olhar deles”, relata Mara Coelho. Todos os alunos são integrantes de famílias ribeirinhas.

Estudantes na frente da Igreja de Nossa Senhora do Bom Remédio, em Portel (PA), como parte do ensaio fotográfico da escola (Foto: Raylane Loureiro)

“Sem dúvida, a inciativa serviu para valorizar a cultura do nosso povo ribeirinho e mostrar que eles também têm direito a uma educação de qualidade. E eu nunca imaginei que esse ensaio ia tomar uma grande proporção de uma forma tão positiva. Só tenho a agradecer aos verdadeiros autores que são nossas crianças!”, enfatiza, emocionada, a professora. Ela deseja que todos eles (os estudantes) “cresçam com essa sede e vontade de estudar para terem um futuro brilhante”.

Fonte: Pará – O Liberal.com 

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO
📢 Quer ficar por dentro das últimas notícias em primeira mão? Não perca tempo! Junte-se ao nosso canal no WhatsApp e esteja sempre informado. Clique no link abaixo para se inscrever agora mesmo:
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas notícias

Acessibilidade